Portal Esteticistas

Friday, Sep 19th

Last update01:29:43 AM GMT

Dicas para montar sua clínica de Estética

  • PDF

As clínicas de estética compreendem atividades de reparação, prevenção e educação para uma vida com maior qualidade, visando aplicar os princípios de vida saudável que abrange o bem-estar do ser humano tanto biológico, fisicamente, socialmente e até espiritualmente.

O mercado de trabalho reúne cada vez mais profissionais qualificados que estão prontos para trabalhar nas clínicas de estética e que, com certeza, contribuirão para o sucesso das clínicas.

 

 

Mercado da clínica de estética

Além de profissionais que se habilitam a trabalhar nas clínicas, até mesmo por formação de nível superior, a vantagem em se montar uma clínica de estética é que o mercado no Brasil é um dos que mais crescem, englobando novas tecnologias e técnicas que tem obtido resultados satisfatórios e que são responsáveis pela crescente procura de pacientes.

Para abrir uma clínica de estética, os empresários podem optar por abrir um negócio próprio ou ainda a opção de abrir uma franquia de estética.

A vantagem em se optar por uma franquia é que o empresário receberá da franquia todo o apoio gerencial para padronização do ambiente de trabalho e processos, desde as instalações até o sistema de marketing: tudo é oferecido pelas franquias aos franqueados.

No entanto, para funcionar a clínica de estética, o franqueado desembolsa os valores para investimento inicial, taxas de franquias e royalties no caso de tecnologias e técnicas próprias do franqueador. Portanto, para optar por franquia ou negócio próprio o empresário deve pesar pós e contras financeiros e gerenciais.

Muitos empresários preferem colocar uma nova clínica de estética, ou seja, com marca própria, mas deve-se lembrar que fará todo o caminho já percorrido pela franquia e depois, o negócio mesmo não sendo próprio, se franqueado terá a imagem das pessoas que administram ,trabalham e criam soluções naquele estabelecimento, portanto, até mesmo uma franquia pode ganhar a originalidade de seus empreendedores.

Clínicas de Estética x Centros de estética

A diferença entre clínicas de estética e centros é que a Legislação de Saúde exige das clínicas de estética a existência de médicos no estabelecimento atuando como responsáveis técnicos, portanto se a empresa se denominou como clínica de estética deverá ter um responsável técnico que seja médico.

A norma objetiva assegurar que as intervenções cirúrgicas, mesmo de pequeno grau, só serão realizadas com a existência de médicos, pois as clínicas de estética que assim procedem recebem licença para realizar cirurgias plásticas e/ou outras intervenções cirúrgicas.

Clientes da clínica de estética

Para atender uma clientela exigente e cada vez mais informada, as clínicas de estética devem criar um ambiente agradável de ética e responsabilidade, pacientes e funcionários devem sentir que o ambiente é antes de tudo, um espaço de saúde e que a estética exige um processo profissional e sério.

O cliente de uma clínica de estética deve ser tratado com respeito, dignidade e seriedade desde a recepção ou telefonema domiciliar.

A despeito da aparência física ou natureza do tratamento, as clínicas de estética atualmente são frequentadas por pessoas de ambos os sexos e classe social e com tratamentos cada vez mais peculiares, portanto, o que deve prevalecer é o respeito e a ética.

Concorrência da clínica de estética

Sem dúvida, devido ao avanço tecnológico e aumento de profissionais qualificados para o trabalho com estética e aumento no mercado consumidor puxado também pela classe C, faz do setor cada vez mais atraente para novos empreendedores, daí a concorrência ser tão acirrada.

Antes de driblar a concorrência e eleger possíveis estratégias, os empresários devem analisar a sua concorrência, antes de partir para um plano de ação da clínica de estética.

A concorrência deve ser analisada quanto ao produto/serviço oferecidos, quanto aos métodos gerenciais, quanto ao desempenho, publicidade, vantagem competitiva e outros fatores.

É necessário estudar no que a concorrência é melhor do que o estabelecimento e assim aprender o que deve ser melhorado e o que a clínica de estética pode realizar para diferenciar produtos e serviços e encantar o cliente.

Não se trata de vencer o concorrente, mas de aprender com bons exemplos de boas empresas do ramo ou não e de aplicar ao dia a dia da clínica de estética e, na maneira do possível, sem perder o foco, diversificar, agregar valor e encantar o cliente.

Muitas empresas saem ganhando por aprender com outras empresas e assim realizar um benchmarking proveitoso com o objetivo e o oferecimento de serviços com maior qualidade.

Investimentos em uma clínica de estética

A clínica de estética exigirá investimentos iniciais com estrutura, equipamentos, despesas administrativas e de organização. Entre os investimentos que serão feitos para estrutura estão os balcões de atendimento, depósitos e projetos com design, decoração e identidade visual.

Todo o investimento com máquinas, equipamentos e imóvel está em torno de R$200.000,00, incluindo capital de giro.

Marca própria em uma clínica de estética

O empresário deve registrar marca própria e patentes de novas técnicas ou tecnologias inventadas.

No site do INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), os empresários poderão registrar sua marca e assim adquirir maior segurança nas atividades que lhe são próprias; ou se exerce técnicas que já são utilizadas no mercado, deverá ter marca certificada que certifica normas e especificações técnicas, todos os registros que as empresas realizam servem para atestar a sua identidade técnico-profissional no mercado e assim garantir negócios com outras instituições e participações em incentivos. Daí a importância e vantagem em estar em dia com todos os registros empresariais.

Vigilância Sanitária da Clinica de Estética

A Vigilância Sanitária poderá fechar as clínicas de estética se as atividades representarem risco a saúde dos pacientes, no que tange aos procedimentos e seus riscos e ainda se há um ambiente com potencial infeccioso.

Ultimamente, uma das maiores preocupações da ANVISA é quanto ao bronzeamento artificial, que tem causado uma série de prejuízos a saúde dos pacientes.

Para estar em dia com as normas de saúde expedidas pela Vigilância Sanitária e se afastar de inconvenientes e constrangimentos que poderão prejudicar pacientes e sujar a imagem da clínica de estética, os proprietários devem estar sempre informados quantos as normas da ANVISA para o funcionamento de clínicas de estética.

Produtos e serviços de uma clínica de estética

Toda clínica de estética deve descrever no registro empresarial ou plano de negócios quais suas atividades principais e que constituem o foco da clínica.

Algumas clínicas de estética possuem como atividade principal a depilação, tratamentos propícios para emagrecimento, tratamentos de drenagem linfática, lipoaspiração e outros.

Mesmo que a clínica resolva diversificar, deve considerar que os recursos e maiores esforços devem ser empregados na atividade principal e assim ela não perderá o seu foco principal.

Controle de qualidade em uma clínica de estética

Para montar uma clínica de estética, o empresário deve criar uma cultura voltada para Qualidade Total dos processos em que os funcionários estejam conscientes e exista controle da qualidade das atividades, como também controle de desperdícios, sendo que as duas coisas andam juntas.

Portanto, tenha sempre em mente a Qualidade e assim a clínica de estética terá como consequência maior número de clientes, investidores, oportunidades de negócios e menores custos.

Institucionalize Programas de Qualidade, treine a equipe e padronize para sempre atender bem, busque também novas ideias que combinem com esses valores.

Baixe aqui apostila do SEBRAE

Fonte: www.novonegocio.com.br/

You are here Artigos Protocolos Dicas para montar sua clínica de Estética